Escola de Judo Ana Hormigo

Bem-vindos ao Blogue da Escola de Judo Ana Hormigo. Este projeto teve início a 22 de Novembro de 2007 e atualmente conta com diversos núcleos nos concelhos de Castelo Branco (freguesias de Castelo Branco, Alcains e São Vicente da Beira) . Conheça aqui todas as nossas atividades e venha praticar Judo connosco.

Visite-nos em: www.escoladejudoanahormigo.pt





segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Atletas da Escola de Judo Ana Hormigo estagiam na Golegã


No dia 26 de Novembro judocas juvenis e cadetes (atletas dos 12 aos 16 anos) da Escola de Judo Ana Hormigo estiveram na Golegã num estágio organizado pelo Sport Clube Operário Cem soldos.
Os judocas dos núcleos de Alcains e de Castelo Branco deslocaram-se à vila ribatejana acompanhados pelos treinadores Ricardo Louro e José Paulo Duarte para realizar dois treinos com duração total de quatro horas. A parte da manhã foi direcionada para a luta no solo (newaza), enquanto à tarde desenvolveu-se a luta em pé (tachiwaza).
O convite foi feito pelo treinador do clube anfitrião, Filipe Lopes, que conseguiu juntar nesta actividade dezenas de judocas de quatro clubes (Escola de Judo Ana Hormigo, Sport Clube Operário Cem soldos, Sociedade Filarmónica Gualdim Pais e Associação de Marinheiros Ferreira Zêzere).
Esta acção primou pelo ambiente de partilha do conhecimento, bom ritmo de trabalho e muita vontade de evoluir, destacando-se ainda a ajuda de todos os treinadores e o modo como interagiram com os atletas
Ficou assim a promessa de colaborar em futuras acções e repetir a experiência já no próximo ano.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Ana Hormigo conquista 3º e 5º lugares nas provas de apuramento olímpico





Ana Hormigo tornou a vencer mais uma medalha em provas internacionais pontuáveis para a qualificação olímpica no passado dia 10 de Novembro. Desta vez, a albicastrense deslocou-se até à Oceania para participar na Taça do Mundo de Apia na ilha de Samoa, e conquistar a medalha de bronze na sua categoria de -48 kg.
Bem distante de Portugal e com uma diferença horária de -10 horas, partiu com o objectivo de conquistar a máxima pontuação possível e colocar-se numa posição mais confortável no ranking olímpico.
No primeiro combate frente à turca Akkus, a quem nunca tinha vencido, Ana conseguiu derrotá-la e passar às meias-finais. Nessa fase a albicastrense não conseguiu superar a atleta da Irlanda que acabou por vencer apenas com a vantagem mínima. Assim, na disputa da medalha de bronze, a judoca de Castelo Branco superou a atleta dos Estados Unidos pela vantagem quase máxima (wazari), subindo ao pódio na 3ª posição e somando mais 40 pontos. 
Após regressar a Portugal, Ana Hormigo tornou a fazer as malas para voltar a embarcar para o Grand Prix de Amsterdão (Holanda) onde a pontuação é a dobrar relativamente às Taças do Mundo.
Assim, no dia 19 de Novembro a judoca entrou em acção ficando isenta logo na primeira ronda. Na segunda ronda derrotou a alemã Baschin pela pontuação mínima (yuko) colocando-se nos quartos-de-final. Aí defrontou a campeã olímpica Alina Dumitru, a quem cedeu após cometer um erro, ficando automaticamente num honroso 5º lugar já que nestas competições não existe repescagem.
 A Ana estava bastante bem, mas acabou por ser fatal o erro que cometeu. A passagem neste combate seria uma medalha certa e no mínimo 80 pontos, mesmo assim com esta classificação a Ana soma outros 40 pontos, que equivale a um 3º lugar em taças do mundo, afirma o treinador Abel Louro.
A atleta albicastrense confirma, mais uma vez, a boa época desportiva que atravessa. Desde Janeiro, já conquistou quatro medalhas de ouro (duas em Taças da Europa e duas em Taças do Mundo), duas medalhas de bronze, dois 5º lugares e um 9º lugar no Campeonato do Mundo. Mesmo com um ano de atraso na qualificação olímpica, a judoca de Castelo Branco está na 16ª posição do ranking olímpico, havendo provas até Abril de 2012 para garantir um lugar dentro do lote das 14 atletas que se apuram diretamente para os Jogos Olímpicos.
A judoca segue agora para um estágio em Paris durante 2 semanas de forma a atacar novamente o circuito mundial em Janeiro 2012, com vontade e empenho de estar presente nas próximas olimpíadas em representação de Portugal e da sua cidade.

IV Passeio Pedestre / Magusto


A Escola de Judo Ana Hormigo realizou pela quarta vez o seu passeio Pedestre / Magusto, cerca de 80 participantes entre atletas e familiares festejaram a tradicional época de São Martinho.
Este ano a planificação foi alterada e acrescentou-se à festa o Treino Mensal de Novembro. Este treino permitiu aos judocas mais novos realizarem um pequeno torneio/demonstração, onde aprenderam as regras de arbitragem.
Os judocas a partir dos 12 anos estiveram envolvidos numa pequena formação de árbitros e cronometristas, de forma a dar o seu contributo em provas e actividades futuras.
A manhã começou pelas 8.00h, com todos os participantes a realizarem uma pequena aula de actividade física dentro das instalações do pavilhão gimnodesportivo do Agrupamento de Escolas José Sanches de Alcains, já que a chuva não deu tréguas e não permitiu que o passeio pedestre previsto fosse realizado.
De seguida realizou-se o treino mensal com a duração de duas horas onde se realizaram diversos encontros onde não houve vencidos nem vencedores.  


Para terminar a actividade todos os presentes foram brindados com um magusto, onde não pode faltar a jeropiga.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Ricardo Louro na Suécia – Valeu pela experiência


No passado dia 28 de Outubro o atleta da Escola de Judo Ana Hormigo esteve em Boras, cidade sueca que acolheu a Taça da Europa a contar para o ranking europeu da modalidade.
O objectivo passava pela obtenção de mínimos para participação no Campeonato da Europa de Sub23 a realizar no mês de Novembro na Rússia. Tal tarefa não foi conseguida pelo facto do atleta albicastrense ter sido eleminado logo no primeiro combate da fase preliminar.
Ricardo Louro defrontou um atleta Dinamarquês, começou por projectar pela pontuação mínima (yuko), não tendo conseguido gerir essa vantagem, o albicastrense cedeu no final do combate pela pontuação máxima (Ippon).
Ainda na esperança de ser repescado, Ricardo ficou a aguardar que o seu adversário vencesse o combate seguinte para poder continuar em prova e ainda tentar alcançar um lugar de classificação. Mas nem essa sorte coube ao atleta masculino mais cotado do distrito de Castelo Branco, pois o dinamarquês viria a perder e a colocar um ponto final neste aventura à Suécia.
Valeu pela experiência, pois esta foi somente a terceira participação internacional deste jovem atleta, que ainda não contou com o apoio da Federação Portuguesa de Judo em participações além fronteiras. Pois se em outras provas tem sido o seu clube a apoiá-lo, desta vez teve de ser o próprio a acarretar com quase todas as despesas da sua participação.